46 3523-6060

BLOG - Kisol Piscinas

Uma estrutura criada e projetada para além de proporcionar momentos incríveis dar a máxima segurança para você.

Como deve ser feita a manutenção de piscinas de condomínios?

Morar em um condomínio ou apartamento com piscina tem sido uma escolha cada vez mais frequente. Mas é preciso ficar atento à limpeza e à qualidade da água.

Por se tratar de um espaço público, as chances de desenvolvimento de fungos e bactérias podem aumentar. Por isso, para que a diversão seja garantida e todos possam apreciar cada minuto com muita tranquilidade, é preciso investir nos cuidados do local, que vão desde os produtos a serem utilizados, passando pela higienização da área e a economia de água.


Quem pode fazer a manutenção da piscina?

Por se tratar de um condomínio, é preciso que o síndico ou o administrador defina um responsável pela manutenção da piscina. Geralmente, não há necessidade de um profissional especializado, mas, sim, uma pessoa com disponibilidade e conhecimento dos produtos.


Com qual frequência a piscina deve ser limpa?

Após a administração do condomínio determinar um responsável para realizar os cuidados com a piscina, será a vez de definir a frequência da manutenção. Nesse momento, os serviços vão depender de alguns fatores, como a frequência de uso e a temperatura da época.

No caso de piscinas com pouco uso, a recomendação padrão é colocar cloro em dias intercalados, já para piscinas de muito uso, é preciso que esse procedimento seja realizado diariamente. O exigido por lei é que o nível do cloro esteja entre 1 e 3 ppm.

Para uma piscina ainda mais saudável, a filtragem diária é indispensável, uma vez que esse procedimento é responsável por remover resíduos, higienizando até 50% da água. A filtragem deve ser feita por seis ou oito horas, variando de acordo com o modelo do equipamento.


Quais produtos usar?

Para uma boa higienização da piscina, a dica é prestar atenção aos produtos recomendados, bem como a quantidade exata de cada um deles, evitando o desperdício ou outros problemas causados pelo uso excessivo.


Cloro para piscina

Esse é o principal produto para a oxidação de bactérias, fungos e algas. O seu uso deve ser medido com precisão e regularidade a cada dois dias, assegurando que o nível de cloro livre na água esteja entre 1 e 3 ppm. No caso de qualquer variação, o espaço estará impróprio para banho e o nível deverá ser ajustado.


Algicida

A versão choque é indicado para piscinas com infestação de algas. Para um resultado eficiente, o produto na versão manutenção. Este Algicida pode ser aplicado no mesmo dia que se aplica o cloro, pois não contém cobre em sua formulação.


Clarificante

Nada melhor do que aproveitar uma piscina de água cristalina! Para evitar a água turva e com aspecto sujo mesmo após a filtragem, é preciso utilizar um clarificante. Prático, esse produto flocula todas as partículas de sujeira, facilitando a filtragem.


Limpeza das bordas

A limpeza das bordas deve ser feita uma vez por semana. A dica é utilizar esponjas. Em conjunto, é recomendado o uso do limpa bordas!  Que é biodegradável e não espuma, uma espécie de detergente exclusivo para essa função.


Quais outras regras devem ser seguidas?

Além dos passos que já demonstramos, é importante também:

  • Nunca misturar produtos químicos;
  • Manter os produtos em sua embalagem original;
  • Nunca comprar produtos que não se conheça a origem e não tenham o registro dos órgãos competentes, como a ANVISA;
  • Armazenar os produtos químicos em local fresco e arejado, e fora do alcance de leigos, principalmente crianças e animais;
  • Não adicionar água no produto e sim o produto em água;
  • Usar equipamentos de proteção adequados ao manusear os produtos;
  • Nunca aplicar produtos químicos contra o vento;
  • Trancar sempre a casa de máquinas;
  • Ter certeza que os ralos da piscina sejam ralos antiturbilhão ou antissucção.

Também é válido ressaltar a responsabilidade de todos os banhistas. Tomar duchas antes de entrar na água, utilizar roupas de banho e não consumir alimentos ou bebidas dentro da piscina. Com a contribuição de todos, os momentos serão muito mais agradáveis e seguros!


Fonte: HTH.


Outros artigos relacionados


Image Blog

História das Piscinas!

Image Blog

Principais motivos para adquirir sua piscina

Image Blog

Principais Motivos para construir uma piscina no Inverno

Image Blog

Piscina de Vinil: Design Versátil para Toda Ocasião

Image Blog

Como funciona o gerador de ozônio para piscinas

Image Blog

Como deve ser feita a manutenção de piscinas de condomínios?

Image Blog

Quais as principais vantagens das piscinas de fibra de vidro?

Image Blog

Saiba como evitar o desperdício e o gasto excessivo de água na piscina

Image Blog

Como manter a piscina limpa por mais tempo: 4 dicas simples

Image Blog

6 dicas de segurança na piscina para ter um verão tranquilo com as crianças

Image Blog

Jogos para brincar na piscina!

Rua Porto Alegre, 1309
Francisco Beltrão - PR
46 3523-6060
Todos os Direitos Servados Kisol Piscinas - Desenvolvimento Zipp Soluções